Patos Urgente
Radio Patos
Assine nossa newsletter
Assine também nosso RSSAssine nosso RSS

Notícias




Confira os currículos dos agraciados com o Título de Cidadão Patense.

Confira os currículos dos agraciados com o Título de Cidadão Patense.

A solenidade está confirmada para o dia 5 de novembro às 20:00 horas no Salão Decorfest. A exemplo de outros anos, esse evento está sendo aguardado por todos e deverá contar com a participação das maiores personalidades do Município e do Estado.

Confira os currículos dos agraciados:


ELIAS PERPÉTUO SARAIVA.

Elias Perpétuo Saraiva nasceu em Belo Horizonte, no dia 5 de abril de 1967. É filho de Hely Perpétuo Saraiva e de Maria Pinto Saraiva. É casado com Valéria Saraiva de Oliveira e pai de Christyan e Alexander. 


 Aos oito anos de idade, mudou-se para Unaí, para acompanhar o pai, também militar, que fora transferido. Aos dez anos de idade, mudou-se para Patos de Minas, onde residiu até doze anos, quando retornou a Belo Horizonte e ingressou na Polícia Militar. Permaneceu na capital mineira até ser transferido para o comando da Companhia de Polícia Rodoviária em Patos de Minas, em fevereiro de 2001.  No final desse ano, assumiu a chefia da Assessoria de Comunicação da 10ª RPM. Em junho de 2005, retornou a Belo Horizonte, quando fez o Curso de Especialização em Segurança Pública - CEGESP. Em janeiro de 2006, assumiu o Sub-Comando do 24º BPM, em Varginha. Desde janeiro de 2007 está no comando do 15º BPM.


Possui o Curso de Formação de Oficiais, o Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais, e concluiu, no ano de 2005, o Curso de Especialização em Gestão Estratégica de Segurança Pública na Academia de Polícia Militar. Atualmente, cursa o 10º período do Curso de Direito, no UNIPAM. 
Estimado, tem o reconhecimento da sociedade pelo brilhante trabalho em prol da segurança da população.

 JADIR SOUTO FERREIRA.

Jadir Souto Ferreira nasceu na cidade de Lagoa Formosa, no dia 4 de dezembro de 1959. Filho do Sr. Clóvis Souto de Lima e Iraídes Ferreira de Lima. Casado com Mônica Resende Souto e pai de Fernanda Lara Resende e Clóvis Augusto Ferreira Resende.


Com formação humanística, História e Direito, pelo Centro Universitário de Patos de Minas, possui grande capacidade de liderança e conciliação. O trabalho desenvolvido junto à Câmara, durante nove anos, foi sempre no sentido do crescimento da equipe de servidores e pelo fortalecimento da instituição.
Jadir Souto Ferreira foi admitido para coordenação da secretaria executiva da Câmara Municipal de Patos de Minas em 4 de janeiro de 1999, na gestão do presidente Cleinio Francisco de Carvalho.


As suas orientações primaram pela busca de que as ações de todos, vereadores, servidores e assessores parlamentares, servissem como exemplo da condução adequada na administração pública. E, por várias vezes, lembrou que isso não é apenas um dever do servidor público, mas a melhor forma de se construir uma imagem positiva do Legislativo e do Poder Público e assim ter uma cidade melhor.


Jadir é Pós-graduado em Poder Legislativo, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Notadamente, sua experiência, dedicação e estudo fazem-no um profissional bastante conhecedor da Administração Pública, especialmente do Poder Legislativo. Esse conhecimento lhe proporcionou assessorar outras Câmaras e Prefeituras da região.

JOAQUIM SANTANA CAIXETA.

Joaquim Santana Caixeta nasceu em 27 de julho de 1947, no município de Guimarânia. Filho de Marcílio Vieira Caixeta e Maria Braz Borges. É casado com Vera Lúcia Bolfarine Caixeta. Fez o curso primário em Patos de Minas e secundário em Mendes - RJ e Belo Horizonte-MG e bacharelado em Língua e Literatura Francesa na França, em 1970. Licenciatura em Letras, Português/ Francês, pela Universidade de  Brasília, em 1971. Mestrado em Literatura Comparada, sobre Guy de Maupassant e Machado de Assis, pela Universidade de Paris em 1973. Especialização em Lexicografia Terminologia, pela Universidade de Brasília, em 1996. Doutorado   em Linguistica Aplicada, pela  Universidade de Nice, França em 1997. Professor de Língua Portuguesa e literatura Brasileira e de  Língua Francesa nas Universidades Federais do Acre e de BrasÍlia, na ACFB - Aliança Francesa de Brasília, e na Fundação Educacional do Distrito Federal. 

Presidente da Associação dos Professores de Francês do distrito  Federal e do Estado do Acre e diretor  administrativo da Associação Nacional de Profissionais Especializados na França.


JOSÉ LATALISA FILHO.

José Latalisa Filho nasceu na cidade de Tiros, no dia 12 de maio de 1926. Filho de José Latalisa França e Maria José Pessoa. Casou-se com Nice de Melo Latalisa e, da união, nasceram os filhos Marília, Marcos, Marcelo, Márcio e Mauro. Tem 11 netos e cinco bisnetos.


Viveu na cidade de Tiros até os oito anos de idade. Morou também em Presidente Olegário até os 17 anos, quando veio para Patos de Minas, onde mora há 66 anos. 


Durante sua vida, foi ferreiro, celeiro, sapateiro e, depois, ourives por cerca de 35 anos.
Tornou-se técnico ótico em junho de 1969 e continua na profissão. No ano de 1976, entrou para o Lions Clube Patos de Minas, onde é considerado um Leão atuante e frequente.

JOSÉ SILVA MACHADO.

José Silva Machado, Silvinho, nasceu na cidade de Lagoa Formosa, no dia 19 de maio de 1967. Filho de Sebastião Machado da Silva e Maria Moreira Machado. Mudou-se para Patos de Minas aos 14 anos. Estudou no Colégio Estadual Zama Maciel, onde terminou o ensino médio. Concluiu o Curso Técnico em Contabilidade no Colégio Fonseca Rodrigues. Autodidata, despertou seu interesse pela “Arte”; afloraram-se seus dons de desenhar. Foi convidado a iniciar sua carreira na extinta Casa do Sinhozinho. Posteriormente, trabalhou na extinta Marseille Indústria de Confecções. Para se atualizar e buscar inspiração participou do Minas Mostra Mulher, em Belo Horizonte; Fenit, em São Paulo; Feninver, no Rio de Janeiro; Fortaleza Mostra Moda, na capital cearense. Fez curso de “Conhecimento de Moda da Alta Costura” com o renomado costureiro Ronald Catta Preta, na capital Mineira, juntamente com a modista Déa Vinhadel.


Após o curso, para atender o público de maneira diferenciada, abriu o Jota Silviu’s Atêllier. Lá prestava serviço de desenhos para várias loja e costurava atendendo, ainda, na produção de noivas e eventos.
Foi colaborador no Sindivest, para a realização da primeira Fic Patos, auxiliando nas montagens de stands e desfiles de moda, com a participação de vários artistas como: As Garotas do Fantástico, Isadora Ribeiro, Monique Evans, Luiza Brunet e Luma de Oliveira, entre vários outros artistas. Participou de comissões na Fenamilho e durante 10 anos consecutivos foi responsável pela criação e confecção do traje típico das candidatas a Rainha Nacional do Milho.


Em 1987, atendeu, como estilista, à também extinta Casa Vieira, uma das maiores e melhores lojas de festas da região, e, posteriormente, atuou nas lojas Ideal Tecidos, Z Tecidos e Paulinho Tecidos até o ano de 1992.
Atendendo a convites foi trabalhar nas cidades de São Gotardo, Ponte Nova – na Zona da Mata –, Uberlândia e Carmo do Paranaíba. Regressando a Patos de Minas voltou a trabalhar pela 3ª vez, no Grupo ZIZI, onde atualmente permanece.


 Além do trabalho profissional, Silvinho é conhecido pelo trabalho social. Atuou como voluntário para a recuperação de adictos de drogas e álcool, encaminhando os dependentes para o tratamento nas fazendinhas e coordenava grupos de apoio aos familiares dos internos, auxiliando-os nos tratamentos alternativos para os demais. Promovendo campanhas para a arrecadação de alimentos e até dinheiro para manutenção dos dependentes nas fazendas, tais como, “Amar a Vida” e “São Francisco” de Patrocínio, na fazenda do Senhor Jesus, em Patos de Minas e em Araxá.


Durante vários anos, a Major Gote aplaudiu suas belas fantasias no desfile do nosso carnaval de rua, na Escola de Samba Muda Brasil. Hoje, faz um trabalho artístico bastante conhecido, muito requisitado, além de respeitado nas festas, que é a animação como Drag Queen; é lá que ele se diverte, divertindo as pessoas.

MÁRCIO SIQUEIRA.

Márcio Siqueira nasceu em Belo Horizonte, no dia 7 de fevereiro de 1964. Filho mais velho do piloto de aeronaves, Mário Siqueira e da dona de casa Célia Barbosa Siqueira. Casou-se com Vera Lúcia Soares.
Cursou o ensino fundamental na Escola Estadual Barão de Macaúbas, em Belo Horizonte MG e quinta e sexta séries nos Colégios Palomar e Batista Mineiro.


 Com dez anos de idade, a família se mudou para Patos de Minas, vez que o patriarca trabalhava para a construtora Santana, que conquistou a concorrência para a construção da Usina da Rocinha. Nesta cidade, estudou no Colégio Fonseca Rodrigues e, posteriormente, no Colégio Marista. 


  Aos dezessete anos de idade, junto com o pai e várias personalidades da cidade, deu-se início à fundação do Clube Aero Desportivo de Patos de Minas, onde brevetou-se piloto privado de aeronaves e também fazendo parte da primeira junta de diretores daquela entidade. Ali foram formados vários comandantes de vôo, pilotos de avião de Patos de Minas; contudo, em razão da profissão do patriarca da família, retornou a Belo Horizonte, onde completou o ensino superior na faculdade de Direito de Sete Lagoas, ingressando na Polícia Civil do Estado de Minas Gerais.
 Alguns anos após regressarem a Belo Horizonte, toda a família retornou em momento de júbilo a esta cidade de Patos de Minas, onde o patriarca da família Mário Siqueira, carinhosamente conhecido na cidade pelo apelido de “periquito”, foi homenageado pelo então Prefeito Municipal, com uma placa em seu nome no mirante do recém inaugurado aeroporto de Patos de Minas e a ligação com a cidade se tornou um caso de amor, a ponto de sempre que se falava nesta aprazível cidade, lágrimas jorravam pela face e por obra do divino arquiteto do universo. 
Numa forma de agradecer por todo o carinho recebido da sociedade patense, recebeu a incumbência de gerir os rumos da Polícia Civil como Delegado Regional e assim retribuir um pouco à sociedade patense todo o carinho e afeto dado aos seus familiares; principalmente  a seu pai, Mário Siqueira. 


Como ele tem dito, o que fizer de produtivo no cargo em prol da sociedade patense não é mais do que obrigação e gratidão pelos momentos de felicidade que propiciaram a ele e à família.

RAFAEL CARLOS JARDINE.

Rafael Carlos Jardine nasceu no município de Araras, no interior de São Paulo, no dia 22 de maio de 1952. Filho de Moacyr Jardine e Maria Ignez Alberto Jardine. É casado, pai de Fernando, Fabrício, Diego, Gabriel e Débora. Sendo os três primeiros formados em Agronomia.


Engenheiro Agrônomo formado em 1.976, pela UNESP – Jaboticabal – SP, iniciou suas atividades profissionais na empresa Hoechst do Brasil em 1.976 no estado do Paraná, na qual permaneceu por 25 anos.
Mudou-se, em 1.980, para Patos de Minas, onde fixou residência e continuou seu trabalho de Engenheiro Agrônomo na mesma empresa, atendendo a região do Alto Paranaíba e Noroeste Mineiro, contribuindo com seu trabalho e conhecimentos técnicos para o desenvolvimento da agricultura nestas regiões.


Em 1.988, juntamente com seus sócios Paulo Roberto Caixeta Nascentes e Israel Rosalin, criou a empresa Agrotécnica Patense Ltda, com a finalidade de comercializar defensivos agrícolas, fertilizante orgânico e sementes.
Com o crescimento e diversificação das atividades, e por atuar em vários municípios, houve a necessidade, em 2002, de criar uma marca com maior abrangência: a Valoriza Agronegócios Ltda. Hoje, uma marca forte no agrobusiness regional e estadual.


Com sede em Patos de Minas e filial em São Gotardo, a Valoriza Agronegócios comercializa insumos agrícolas na região. Possui o Viveiro de Mudas, também em Patos de Minas, com o intuito de produzir e comercializar mudas de café, eucalipto, horticultura, além de ser um dos maiores fornecedores de mudas de tomate para o estado de Goiás e também uma das primeiras empresas a produzir mudas de café em tubete. A unidade da empresa, com sede em Uberlândia, produz e comercializa fertilizante orgânico. Atualmente, o Grupo Valoriza em todas as suas unidades gera 110 empregos diretos.


Rafael Jardine é fundador do Centro de Recuperação a Dependentes Químicos e Álcool de Patos de Minas – Recanto Flamboyant.
 Desde a sua fundação em 2004, o Recanto Flamboyant já atendeu cerca de 500 pessoas, comportando, atualmente, 20 internos femininos e 20 masculinos. Alcançando êxito em recuperação, o Recanto Flamboyant atende dependentes químicos de todas as idades e de toda a região.

SALVADOR RODRIGUES DE SOUZA.

 Salvador Rodrigues de Souza nasceu em Corinto, no estado de Minas Gerais, no dia 12 de janeiro de 1941. É filho de Domingos Rodrigues de Almeida e Nadir de Souza Rodrigues. Casado com Ilma Glória Rodrigues, com quem tem quatro filhas: Cátia, Cássia, Lívia e Lara e 5  netos.


Trabalhou como Auxiliar de Contabilista e de Escritório nas cidades de Santa Luzia e Belo Horizonte no ano de 1960 e, em 1961, começou sua vida acadêmica atuando como professor em diversas disciplinas, dentre elas: Inglês, Latim, Francês, OSPB, História, Português, Redação e Literatura Brasileira. Ministrou aulas em muitas escolas da região e em Patos de Minas, contribuiu para a formação de muitos alunos das escolas: Professor “Zama Maciel”, Colégio Marista, Professor “Sílvio de Marco” (Colégio da Penha), Escola Normal, Colégio Objetivo e ainda em Cursinhos.


Graduou-se em Letras pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patos de Minas, no ano de 1974 e possui Especialização em Teoria da Literatura e em Linguística, pela Universidade Federal de Viçosa, em 1994.
No ensino superior, Salvador Rodrigues ministrou aulas na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patos de Minas de 1984 a 2006, nas disciplinas: Língua Portuguesa II, Línguas e Literatura Latina e Francesa. Na Faculdade TECSOMA, de Paracatu, foi professor de Filologia Românica de 2002 a 2004.
Proferiu várias palestras e debates sobre Educação e Organização de Classe em diversas cidades no Estado de Minas Gerais. 


Sua vida política foi marcada por muitas lutas e vitórias. Em 1971, elegeu-se vereador do município de São Gonçalo do Abaeté/MG.  Em 1979, com vários educadores, percorreu todo o Estado de Minas, para criar um dos maiores sindicatos do país que é o Sind-UTE/MG. Fundador e Presidente do Diretório do PT de Patos, sendo em 1982, candidato a Prefeito e posteriormente a Deputado Estadual, alcançando a suplência.  Em 1988, foi eleito vereador pelo partido, quando se destacou como legislador e fiscalizador. Foi reconhecido pelo povo e pela mídia local, como um dos vereadores mais ativos na elaboração da Lei Orgânica do nosso Município.

Salvador Rodrigues também exerceu importantes atividades culturais no nosso Município, tais como:

? Presidente do Centro Cultural Rui Barbosa
? Diretor do Jornal “Folha Diocesana”
? Colaborador semanal nas revistas; “A Debulha”, “Alpha” e colaborador do livro “Patos de Minas: Cem Anos de Literatura e Um Século de Poesia”
? Autoria do romance “Pedras para Nina?”
? Participação nas atividades: Palco Móvel, Comissão Pró-Casa da Cultura, Encontrão “Cantar na Praça”, Carnaval de Rua (Clubinho), “Noite da Poesia!.

Salvador Rodrigues, professor, sindicalista, político, humanista, escritor, poeta, jornalista e agente cultural. “Por ser múltiplo e andarilho das utopias, é cidadão do mundo. Pela sua história de vida é cidadão patense”.


SAULO NOGUEIRA MORAIS.

Saulo Nogueira Morais nasceu em Dores do Indaiá-MG, no dia 3 de setembro de 1955. É filho do Sr. José de Oliveira Morais e Sra. Esmeralda Nogueira Morais.
É casado com Rosa Maria de Souza Morais, com quem tem três filhos: Priscilla, Érika e Saulo Junior.
Formado em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia Kennedy, de Belo Horizonte, no ano de 1980, com especialização em Engenharia de Transportes e com 13 cursos concluídos na área de Engenharia Rodoviária.
Ingressou no serviço público federal em 1982, atuando na fiscalização de diversos tipos de obras nos estados de Rondônia, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.


Reside em Patos de Minas há 10 anos, onde vem atuando com dedicação e competência na fiscalização das obras da região. Em novembro de 2007, assumiu a chefia do DNIT em Patos de Minas, como Engenheiro Supervisor, tendo sob sua responsabilidade as rodovias BR-365 de Patrocínio a Pirapora, BR-354 de Patos de Minas até a BR-262 e BR-352 de Abadia dos Dourados até a divisa de Minas com Goiás, totalizando 650 km de estradas. Além das rodovias, tem também sob a sua responsabilidade duas balanças de controle de carga nas BR’s 365 (Leal) e 354 (Campos Altos).

CLEINIO FRANCISCO DE CARVALHO.

Cleinio Francisco de Carvalho nasceu em Guarda Mor, no dia 8 de janeiro de 1940. Com 12 anos de idade foi para Patrocínio estudar no Colégio Dom Lustosa e em 1954 mudou-se para Patos de Minas, onde passou a morar na casa de parentes.


Cursou até a 8ª série na Escola Normal e formou-se em 1961, no Curso Técnico de Contabilidade da escola Professor Silvio de Marcos, conhecida com Escola da Penha.
Em 1962 casou-se com Zilma Ferreira Fontes Carvalho, com quem tem quatro filhos: Clênio Júnior, Kerley, Adriana e Marcos Henrique.


Desde os 14 anos de idade, trabalhava na Casa das Peças, de propriedade de seus tios e em 1968, mudou-se para Belo Horizonte em busca de melhores condições de vida para sua família.
Retornou a Patos de Minas em 1971, e fundou juntamente com seus irmãos, a Distribuidora de Peças Carvalho Ltda.


Foram muitos anos de trabalho e esforço dedicados ao crescimento de nossa cidade.
Com extremo empenho ao trabalho, fundou a Retífica Somotor, a Centroeste Bebidas Ltda, a Imobiliária Carvalho Ltda e a Mineradora Carvalho Ltda.


Em 1956, sofreu um grave acidente de ônibus, ferindo-se gravemente na tentativa de salvar um amigo. A partir deste fato, sua fé em Nossa Senhora aumentou ainda mais.
Recebeu um convite de Padre Almir Neves de Medeiros e juntamente com Padre Dias e Irmã Terezinha, fundaram a Renovação Carismática de Patos de Minas.
Promoveu vários encontros religiosos, congressos, momentos de oração e fez inúmeras palestras para a comunidade patense e região, consolidando sua fé em Jesus Cristo, além de ajudar várias pessoas.
Atendendo ao pedido de diversos amigos e autoridades de Patos de Minas, ingressou na carreira política, sendo vereador por dois mandatos de 1996 a 2003.
Como representante do povo patense foi autor de vários projetos, destacando-se:
Regulamentação do serviço de moto-táxi de Patos de Minas;
Projeto de Lei sobre o Orçamento Participativo;
Projeto de criação da Secretaria de Esportes;
Reformas nas construções de diversas praças públicas da cidade.
Foi presidente da Câmara Municipal de Patos de Minas em 1999 e durante sua gestão, destacam-se as seguintes realizações:
Levantamento sobre o índice de desemprego que culminou na criação da Agência de Desenvolvimento (ADESP);
Valorização do trabalho legislativo pelas audiências com senadores, deputados federais e estaduais;
Gestão visando à reforma do Regimento Interno e da Lei Orgânica Municipal;
Aquisição do terreno, projeto arquitetônico e processo de licitação para a construção da sede própria da Câmara;
Reestruturação do Plenário;
Modernização dos gabinetes dos vereadores com informatização dos serviços;
Construção do Plenarinho para reuniões especiais da Câmara;
Implantação de uma sala para atender às associações de bairros e conselhos comunitários;
Realização de oito edições do Programa de Audiências Públicas (Câmara em Ação) na cidade de Patos de Minas e na Zona Rural;
Valorização das Moções de Aplausos, Título de Cidadão Benemérito e Título de Cidadão Patense;
Dedicação integral ao atendimento à comunidade e valorização dos servidores da Câmara;
Melhoria do sistema de telefonia e instalação de sistema de alarme na sede do Anexo I;
Registro de domínio na Internet;
Encaminhamento de proposta para o Senado Federal, visando à implantação de canal aberto de TV;
Transmissão das sessões pela Aquarela FM.
Atualmente, o senhor Cleinio Francisco de Carvalho administra a Imobiliária Carvalho Ltda e a Mineradora Carvalho Ltda, continua atendendo aos pedidos de orações da população patense e contribuindo para o desenvolvimento de sua querida Patos de Minas.

SÉRGIO CUNHA.
             
 Sérgio Cunha nasceu no dia 24 de outubro na cidade de Bom Despacho, e reside em Patos de Minas desde 1985. É  filho de Almando Gonçalves da Cunha e Maria Amélia Cunha.  


Cantor Lírico, Barítono, regente e professor de canto, graduado em Administração pela FACIA Patos de Minas , pós-graduado em Canto Lírico pela Universidade Federal de Uberlândia. Regente do Coral Vozes e Coral Juvenil do Conservatório Municipal de Patos de Minas desde 1995. É também coordenador de cantos litúrgicos na Igreja Católica de Patos de Minas desde 1989 e professor de canto lírico, fisiologia da voz, interpretação da canção e da ópera, em Patos de Minas. 


Como cantor e como regente tem divulgado a música erudita em diversos concertos e recitais desde 1996, ainda espetáculos cênico musicais no Brasil e no exterior. 
Participou de três grandes concursos de canto tendo sido premiado em ambos. Em agosto de 2002, foi vencedor do I Concurso Nacional Eleazar de Carvalho para Jovens Solistas e Regentes - Palácio das Artes. Foi premiado como Melhor Intérprete de Canção no Concurso Internacional De Canto Bidu Sayão, realizado em 2003, em Belém do Pará. Atualmente, foi premiado com o terceiro lugar no concurso nacional de canto Maracanto, realizado em São Luís do Maranhão, onde representou o estado de Minas Gerais juntamente com candidatos do Brasil e exterior. 
Em fevereiro de 2004, apresentou recital e participou de um curso de Interpretação da Canção na Alemanha a convite da Fundação Apollon. Em 2008, recebeu o título de Comendador através da Associação de Artistas Patenses.


Foi aluno das classes das professoras Vânia Lovaglio e Edmar Ferretti. Atualmente, estuda canto e fisiologia da voz cantada sob orientação do professor Juvenal de Moura e da fonoaudióloga Doutora Sílvia Pinho, do instituto INVOZ de São Paulo.


A convite da Fonoaudióloga Dra Sílvia Pinho, faz Parte do INVOZ CULTURAL (Instituto de Voz e Comunicação Profissional  que é reconhecido como uma das maiores instituições de voz profissional da América Latina. Recentemente, recebeu o Título de (Profissional do Ano de 2009) pelo Rotary Club Patos de Minas Paranaíba.
 

JOSÉ MARIA PEREIRA.

José Maria Pereira nasceu em Carmo do Paranaíba, no dia 6 de setembro de 1938. É casado com Gilda Côrtes de Queiroz Pereira. Tem três filhos: Henrique, Rita e Roberta. E quatro netas.


Residente em Patos de Minas há mais de cinquenta anos, trabalhou dez anos como caixa no Banco do Comércio; paralelamente, trabalhou por dez anos como jogador de futebol na URT. Profissionalmente, ainda, atuou cinco anos na Loteria Esportiva Sorte Certa e mais 35 anos dedicados à saúde, no raio-x do Hospital Regional, no posto de Saúde Dr. Erival Albino.


Atualmente está aposentado como funcionário público do Estado de Minas Gerais.

LÚCIA HELENA BATISTA TREDEZINI.

Lúcia Helena Batista Tredezini nasceu em Divinópolis, no dia 26 de setembro de 1956. Filha de Elísio Batista Leite e Olímpia Guimarães Batista. Artista plástica, professora de arte, desenho e ciências biológicas, empresária do setor de floricultura e decoração de eventos e festas. É formada em ciências biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais; especializou-se em Ateliê/Pintura pela Escola de Belas Artes da UFMG.
Participou de várias exposições na área da pintura e pelo trabalho que divulga Patos de Minas recebe a maior honraria concedida ao cidadão patense.
 

Fonte:Assessoria da Câmara Municipal de Patos de Minas.






Comentários:

Aviso Legal:
Os comentários são de responsabilidade de seus autores.
Os e-mails dos usuários não serão divulgados no site.

Comentar

CENTRO AUTOMOTIVO BRASIL






















Paulo e Junior
Aqua Interativa